.Poesia

[Palavras Imensas] Folhas Caídas

setembro 26, 2016

Fechando os olhos sem nada mais ver,
As folhas amarrotadas vão espalhando-se pelo chão,
Deixando que palavras usadas não sejam lidas,
Condenadas a silêncios eternos.

Os olhos fechados de quem não quer ver,
Querendo ouvir as palavras perdidas ecoando
Em musicas infinitas, fechando os olhos para que cante,
Aquelas folhas caídas se elevaram.

Olhos fechados de puras paixões,
Apagando, libertando.
As folhas caídas se erguer-se-ão em lábios quentes,
Baloiçando na eterna melodia dos olhos fechados,
Correndo palavras usadas em folhas caídas
E deixando-as repousar nas respirações constantes
Dos tempos que esta música nos dá.

.Poesia

[Palavras Imensas] Abraços reluzentes

setembro 19, 2016

Abraços enlaçados nas vidas marinhas,
O mar, grande fluído de emoções marinhadas,
Amores que desaguam em magnitude,
Voando pelas gaivotas que alcançam a felicidade.

Olhares brotados de algas baloiçando
De vidas que renascem, vidas de estrela-do-mar,
Abraços acalentados por raios de sol,
Permanecendo a chama bem acesa,
Deixando as ondas revoltas…

Paixões fulgurantes, carregadas de tempestades
Que rebentam nas rochas aquecidas pelo tempo,
Tempo de voar livremente e espalhar sorrisos,
Navegando e desaguando em praias desconhecidas,
Deixando que tudo em nós seja infinito.

.Prosa

[Inspirados] Consegues Ouvir-me?

setembro 14, 2016

Consegues ouvir o som do meu coração? Aquele que clama perante o teu olhar e te pede inutilmente para que não te vás. Vejo os teus passos seguirem para longe dos meus, deixando-me aqui só, sem nada…
É curioso como o meu coração me abandonou, saiu correndo para ti, deixando-me com mais um vazio para completar enquanto a chuva fica para sempre na minha vida. Não, eu jamais me esqueci dos nossos momentos e muito menos de tudo o que vivemos. Não consigo sequer pensar a minha vida sem as lágrimas que deixo a cada momento, são as únicas que ainda não me abandonaram… O resto se foi, até a esperança. Até a minha própria vida.
Eu matei-me sem saber ao te conhecer, por mais que eu desejasse lutar não consegui e confinei-me à minha queda. Prendi tudo o que me restava no silêncio, tudo morreu. Cada pedacinho de mim murchou, se desfez em cada lágrima que brotei enquanto até a chuva parecia mais alegre do que eu. Senti-me presa do meu sentimento, senti-me presa de mim mesma. Por isso tentei sair, tentei deixar-me e desaparecer. Esquecer de tudo o que tinha vivido. A loucura de te perder matou-me, a preciosa saudade de ti me aniquilou. Saber que te matei, matei-me e tudo isto não é mais que um passado me aniquila a cada nova hora. Perdi-me. A realidade é que já nem sei, estarei mesmo por aqui ou serão só as torturas que me mantêm viva?
Texto inspirado em Sheftu Nubia, do projecto The Unforgiven Souls

ENG

[Texts] I should find me inside…

setembro 13, 2016

At some point in life, we all perhaps can feel like someone trapped our world into oblivion. But it’s just something that runs deep into our soul. Would you believe if I said that we are a deep ocean of storms and crafts? We build our own world by looking outside.
We are the boat, we are the ocean. We make the sun and the storm within.
Instead, we look into the ocean and go deep. We burn ourselves in deep water, we lose our minds and we drown. How could you say ‘Hello’ to yourself without losing your mind?
You sing the songs of the angels but you cry the songs of the damned. How could we be so damn perfect on our imperfections and still search for our perfection? Our ocean needs a sunny day too. Our eyes need a rest too. What about now? Who you are in that ocean… Have you lost the fight today?
Let’s get into water and be free from the chains that make us weaker.

.Poesia

[Palavras Imensas] Imenso Mar

setembro 12, 2016

O teu doce som permanece ecoando
No meu ouvido,
Lembrando-me do sol que ia aquecendo
Minha pele molhada ao sentir tuas ondas
De águas frescas e revitalizantes.

As memórias e recordações,
Brotadas em cada desaguar das tuas águas,
Deixam todo o sal em ti deixado
De valentes navegadores da coragem e do amor.

A quão maravilhosos momentos foram aqueles,
Em que trouxeste navegadores sem nome,
Cuja grandiosidade a eles pertence,
Para junto de quem os amam,
Reclamando de novo a terra que sempre os abraçou.

Grandioso foste,
Grandiosos foram os que te conquistavam,
Grandiosos são os que continuam à conquista
De imensidão dos sonhos,
Não temendo a abalos nem tempestades.
Grandiosos aqueles que amam,
Deixando que as tempestades venham,
Lutando para que elas passem!

About me

[Inspirations] Thoughts

setembro 10, 2016

Hi again, sweethearts! ♥
Just remember that inspiration it’s all about that: being alive elsewhere. Being another being, felling something in that moment that dies along with the last sentence.
Mister by Pammella on DeviantArt

Thoughts

Today I’ve promised not to think anymore. I’m afraid that I’ve lied. My mind goes crazy when little words across my imagination. I’m a nutshell of thinking. Like an insane person, I love to be whatever I don’t even know I am. I believe that being a brainless thinker seems to be a good idea. But I’ve lost myself in thoughts again. I travel the world inside my little mind… Just like my dream about being into another places, countries and magic worlds – you must understand that some of them are inside my head. This image from my friend, that man that seems to be holding every thought, – good or even bad ones – he’s like a superman of thought. In his mind the world can become bigger and bigger and transform tears into smiles… Or perception seems to connect what we see and we thought. Sometimes it feels like we are insane. Do you want to be insane like us? Join the brain side, have a thought!

.BlogsUp

[Post Secreto] Filmes Preferidos

setembro 09, 2016

Existe um novo projecto pelo Blogs Up, o Post Secreto! Querem ler mais participações? Cliquem 'aqui' e façam parte do grupo!

Bem, apesar de ter um tanto de filmes que gosto de ver e rever - que podem encontrar no 'sobre mim' (aqui) - irei tratar de deixar aqui alguns trailers e comentários breves sobre cada um deles (sem spoilers, prometo!). Irão ser poucos desta vez, mas daqueles bons! Tantos outros que são meus favoritos, vamos deixar apenas estes por aqui.
Claro que existem muitos mais, mas foram estes que me apeteceram aparecer por aqui hoje.

10 coisas que eu odeio em ti & Coração de Cavaleiro
Daqueles filmes que adoramos - especialmente adorava o actor Heath Ledger (RIP), achava cada filme que ele entrava fantástico. Abaixo ficam os meus dois favoritos, especialmente aquela batida que me ficou por meses na cabeça... Ainda hoje, por vezes, dou por mim a dedilhar aquele som.




Saga Harry Potter
Especialmente o último filme, parte 1... Adorei a sensação que me deu na primeira vês que o vi no cinema... É como daquelas vezes em que eu sonho alguma coisa magnífica que nos leva completamente para outro mundo. Talvez por eu viajar demais e adorar a 'magia', ser fascinada por tudo aquilo que é inexplicável... É isso que me faz adorar esta saga.


A Vida é Bela
Existem imensos filmes sobre o holocausto, e eu gosto de bastantes como O Pianista, O diário de Anne Frank... Mas este, pela personagem que é, fez-me amá-lo e sofrer imensamente a sua morte. O amor é enorme demais para ser aprisionado dentro do ódio de outros.


E agora vamos passar para a minha área favorita: filmes de terror.
100 Lágrimas
No caso de filmes de terror, o que me prende é a capacidade que eles têm de me fazer rir. Sim, sou daquelas pessoas loucas que adoram dar uma bela gargalhada. Este será um daqueles mais parvos de todos os tempos. Acho-lhe piada pela falta de lógica que ele tem. Insano.


Arraste-me para o inferno
Faz-me lembrar aquelas pessoas que parecem lapas e nunca nos parecem deixar em paz. :)


Deixe-me entrar
É interessante como nós por vezes nos perdemos algures pela nossa necessidade de não estarmos sós.


Mama
Essencialmente é especial pelo fim. Adoro fins assim.


A Orfã
Adoro, todo o enredo se torna intenso e interessante. Gosto da forma como desenvolveram a personagem, acho interessante e terrivelmente real. Somos tantos máscaras, não é mesmo?


E é melhor ficar por aqui, não acham? Ahahah
Tem alguns filmes que queria colocar aqui. Porém, não me lembro dos nomes e não os encontro de momento. Outros, simplesmente acho que possam ficar para uma outra oportunidade. Já chega de trailers :)

Se tiverem sugestões interessantes, deixem por aqui nos comentários :D

ENG

[Poetry] Smile for today

setembro 08, 2016

A poem that becomes a music... Sometimes that happens ☺ Listen it below!

Audio recording and upload >>
Let’s get wild like yesterday,
Make your child be born again.
Our dreams can become true today.
I want you to smile away.

Like yesterday, let’s rise!
Like yesterday, let’s survive!
Be free, today, my sweetheart.
Be born today, be free… Just smile.

Hello, be you… Smile!

.Prosa

[BandaSonora] Levantar-se

setembro 07, 2016

Todos nós caímos pelo menos uma vez na vida, nem que seja no chão. O que é mais difícil, cair em si ou ganhar a coragem de se levantar?
É muito simples para aqueles que não pensam, agem e pronto. Reflectir acaba por ser uma tortura para quem cai mais do que uma vez. É por isso mesmo que inspirações se tornam essenciais na música para nos ajudar a erguer. Levanta-te hoje, ouve-te ecoar nas vozes daqueles que cantam acima e ergue-te!
Desejo a cada uma das pessoas que permanece no chão desanimada - físico ou mental - que consigam olhar além dessa poeira que permanece aí tão perto e olhem o horizonte. Nunca lá chegamos, eu sei. Porém, de que serve permanecer nesse chão empoeirado e sujo quando podes erguer o teu corpo para que o vento te leve e alivie o rosto? Sorri, não por eu te dizer para fazê-lo. Sorri por te teres levantado, ecoa dentro de ti este som... Nós somos fortes juntos, e todos nós já caímos e nos levantamos... Então quando o fazemos nunca estamos sós, não é?
Eu estou contigo na tua queda de hoje, amanhã me darás a mão quando eu cair? Espero sentir o teu abraço. Nem que seja dentre as vozes da música acima.

ENG

[Texts] May I become the Rain?

setembro 06, 2016

I’ve had a dream last night about this. I think it was a dream, since I don’t even remember being there at all. It was just like water flowing from my skin. I was alive, but dead at the same point of time and space.
If I were water, I can almost imagine my fall. I would love to become the rain. Just like humans have thoughts and dreams… Water would be more alive, falling beautifully losing itself like a true feeling.
That’s it! If I would choose what to be I could choose to become the rain and make the world more alive. It’s just like being born over and over again – plants that grow, animals that keep water inside… Some parts of me that would be everywhere and anywhere. Yes, I mostly want to become rain someday, then I could touch the faces from the desperate and sing to them quietly that they aren’t alone.
Would you be the rain like me?

.Poesia

[Palavras Imensas] Suspiro

setembro 05, 2016

Raios de sol iluminam minha face,
Deixando que meu coração se aqueça,
Ao som do mar…
A paz vai permanecendo no aroma iodado,
Passando suavemente pelos cabelos.

Cores brilhantes deixam que o sol as ilumine,
Como se da felicidade se tratasse…
Doces tentações que fazem brotar
O mais puro, mais iluminante.
É bom viver, sentir, imaginar…

Distantes mundos criados por uma mente
Que vê o mundo,
Desejando mudanças…

Suspiros que libertam luz,
Sabendo que o mar é sabedoria imensa…
Suspiros que desaguam no doce som das ondas.

Desejando ser como elas,
Livres e revoltas,
Libertando-se da ira e unindo-se,
Levando areia que deixa de cobrir os pés,
Os pés de quem permanece ouvindo,
Suspirando por novos ventos…

DestinyBlue

[Inspirations] That Day

setembro 03, 2016

Hi again, sweethearts! ♥

I hope this week went along well for all of us! First day of an ‘inspiration’ on this site which means that a great artist will be showed along a little text of mine. Sometimes a little part of me goes into a new world when seeing a great art.

Inspiration it’s all about that: being alive elsewhere. Being another being, felling something in that moment that dies along with the last sentence.

Dark Side by DestinyBlue on DeviantArt

That Day

Above the sky there is a darkness that remains. I could almost feel it burning like the sun on my skin. Deep breaths and slight flashes of light were the only things that kept me from losing my heart into oblivion. Just one more step. I could fell from just one more step but my mind kept pushing me. I wasn’t heavy, not at all. My soul seemed far away, like I was in a movie and it was watching myself on a television, waiting for me to go along with the end. Sometimes I heard my heart racing, but I wasn’t running. My body didn’t respond to my commands and my eyes just watched. I was someone else’s feelings. How could I survive? Darkness smiled to me, I almost felt its hug. There goes the night, here comes the day. The day that shows much more that what I am. The day when the light is shining through Nature’s eyes into my soul. What is this? My soul came down and embraces light just for that day…

.Prosa

[Textos] Poço

setembro 02, 2016

Um segundo, basta apenas um segundo para se escrever um fundo de um poço.
Aquela profundidade onde a loucura e destreza parecem permanecer.
Lá somos afogados, somos destronados de cada pensamento nosso.
Lá somos fénix em cinzas.
Nos perdemos por um segundo no poço, subimos pela eternidade das horas.
Erguer o rosto, observar a luz tão longe e tão quente.
Saber o gelar da água sobre o nosso corpo e o calor da luz que nos ilumina.
Aprender que as emoções são como esse poço.
Saber o que sorri, saber o som da lágrima pelo nosso poço.

Somos tão ignorantes, sentimos tanto e nada sabemos...
Somos humanos demais, demasiado perdidos por nós mesmos que não sabemos quem somos aqui - hoje.

2016

[Poetry] Stopped by an axe

setembro 01, 2016


Hello there!
Here the time comes when a new vision is burning inside this site. New posts written with a really bad English, so I have to apologize first. I hope you like it, this kind of a first true inspired poem with nothing (like a born and free to go). Hope you enjoy it. Have a nice day, see you next post!

Stop. Could you just stop?
Take a deep breath.
Close your eyes, can you see?
There’s nothing inside, just nothing.
It’s like that, our problems.
We take them, close them and there’s nothing to worry about.

Stop. Could you please stop?
We had become so full.
It’s just like a bull,
Running insane about anything.

Stop. Yes, be like that.
One axe, one little axe.
You could just have stopped when I asked you.

Oh, this silence… So damn quiet. Perfect.
Thank you by stopping by.
Let’s just say you disappeared with one smile.

Corações

Google+ Followers

Popular Posts