[Blogagem Colectiva] Livros que marcaram a minha vida

fevereiro 17, 2016

A cada mês são-nos propostos temas para realizar a Blogagem Colectiva, que tem sempre temas tão originais! Querem participar? Cliquem 'aqui' e façam parte do grupo!

Como devem calcular, eu sou daquelas devoradoras de livros... Mas quem diz devoradora, fala quase literalmente. Leio cerca de 100 páginas por hora quando tenho algum interesse na obra e até chego a perder uma ou outra noite pelas letras. Claro, isto quando me entra nessa 'inspiração' de ler até cair.
Existem tantos livros daqueles que podem ser considerados 'marcantes'. Mas vou apenas colocar realmente aqueles que me seguiram pelo caminho da vida.

O diário de Anne Frank

O típico, o marcante, o real. É interessante como este livro foi a primeira porta para o mundo da opressão que eu li em toda a minha vida - acho que é a leitura mais habitual para quem é adolescente e deseja saber um pouco mais sobre o Holocausto. Mostra pelo nosso ponto de vista o que aconteceu, faz-nos duvidar quanto ao que faríamos em tais situações e dá-nos a percepção do que é ser-se 'caçado' e viver uma loucura - e manter os sonhos tão vivos dentro de si.
Recomendo, cada documentário, cada livro que possam ler sobre este tema. Não apenas no Holocausto, mas todos aqueles actos criminais que ainda hoje surgem pelo Continente Africano, Asiático e bem perto de nós... Muitas vezes sem saber que a escravidão encontra-se a uma porta de distância.

A Lua de Joana - Maria Teresa Maia Gonzalez

O mundo da droga. A ironia que é viver tão perto dele e cair, sem se dar por isso, nesse mundo tão cheio de nós que nem sabemos o quão perdidos estamos até que o fim chega. Morte, droga, toda a batalha, loucura, perda e despersonagem que uma pessoa sofre com esse 'brinquedo' para muitos.
Todos nós criamos hábitos ao longo da vida, todos nós temos vícios e todos nós procuramos aquilo que nos faz falta. Porém, muitas das vezes é mais fácil cair e perder-se, deixar de ser alguém, do que procurar-se e encontrar-se junto daqueles nossos cacos.
Foi essa batalha que este livro tão bem me mostrou, e a coragem de agir e querer ser ao longo da minha vida. Pois todos nós erramos, todos nós caímos... E nem todos se levantarão. Mas tentem!

Fazes-me Falta - Inês Pedrosa

O grande contraste entre a doçura e a dor. A profundidade de um livro de amor que cresce diante dos nossos olhos a cada nova página. Só isso. Por que me fazes tanta falta.

A Cidade dos Deuses Selvagens - Isabel Allende

O primeiro livro que li da autora que passei a tanto amar. Uma aventura pela Amazónia. A magia da vegetação sobre a nossa mente - especialmente porque nunca estive na América -, daqueles sons de animais que só mesmo vistos na televisão, aquelas lendas maravilhosas que nos levam pelo mundo da aventura.
Adoro ver uma aventura que nos traz mais do que apenas passos... Que se descobre e nos descobre pelo meio. Adoro.

Os Dez Negrinhos - Agatha Christie

A performance brilhante de Agatha Christie sempre pode ser de louvar, em qualquer livro que ela tenha escrito pela sua vida. Mas a mestria deste livro, a cada morte, numa tentativa de descobrirmos o culpado... As circunstâncias que matam cada um. Uma dose de psicologia boa, que nos mostra o quão manejáveis podemos ser. Apenas com a dose certa de medo, inteligência e vontade de viver podem levar-nos à nossa pior morte.
Recomendo cada parágrafo!

E pronto, ficam por aqui alguns daqueles que me marcaram... Talvez numa próxima coloque outros, para não serem sempre os mesmos livros... Pois uma biblioteca faz-se de obras d'arte e o que não falta neste mundo são de livros marcantes e maravilhosos... Têm alguma sugestão de leitura?

You Might Also Like

0 comentários

Deixa aqui o teu pedaço!

Não te esqueças de deixar o link do teu blogue, caso tenhas, para te poder visitar!

E... Não te esqueças:
embarca pela minha loucura, sê-te tempestade de emoções!

Corações

Google+ Followers

Popular Posts