[BQI Select] Blogagem Colectiva: Parem com o mundo. Quero descer!

janeiro 13, 2016

A cada mês são-nos propostos temas para realizar a Blogagem Colectiva especial por aqueles que fazem postagens maravilhosas, e eu faço parte desses corações alucinantes!!!
Cliquem 'aqui' e vejam mais postagens no grupo de elite do BQI!

Vamos ver o que sairá daqui? Que venham as letras, por favor!


Parece ironia escrever este texto junto de chuva. Esta que parece também querer descer do mundo, aprofundá-lo de suaves gotas, para que tudo se limpe e passe a voltar a ser o que era – uma maré repleta de fauna, flora que se faz cada vez mais escassa por este nosso mundo.
Raízes que se perdem. A Natureza parece já não mais fazer parte de nós. O que somos então? Pedaços de concreto criado por algum arquitecto, que estudou dentre livros e pedaços de ideias criadas pelo homem. Para quê continuar a ouvir o vento se as paredes podem isolar-se do mundo?
Eu não quero viver num mundo onde é mais importante que um guarda-chuva abrigue os nossos corpos para que não haja água, do que sentir as pequenas gotas de vida sobre a nossa pele. Deixar tudo o que nasce connosco para trás e apenas moldar-nos consoante o que nos é dito por aqueles que nos rodeia. Essa roda-viva que parece levar-nos para longe e encher-nos de supostas felicidades vazias.
Não que seja apenas um concreto, uma selva de concreto feita de partes desfeitas dos homens, cheia de sujidade – por mais que seja limpa. Repleta de sombras, como se continuassem escondidas e ocultas dos nossos olhos mas preenchidas de merda.
Prefiro descer agora, deixar esse mundo. Parar com esse concreto e descer. Que a chuva continue, que eu desça com cuidado. Que me encontre algures entre estas gotas.



You Might Also Like

6 comentários

  1. Olá Sofia! Gostei muito do seu texto. Esse título me faz pensar em como o mundo se tornou um lugar tóxico para se viver. Hoje me veio uma notícia de uma tragédia na cidade onde cresci e que pessoas fotografaram e compartilham as imagens. É desrespeito com pessoas, vivas e mortas, com animais, com a natureza. A cada dia penso em como melhorar o mundo apesar da minha falta de fé com a humanidade. Sejamos melhores e que possamos plantar o bem!
    Beijos

    ResponderEliminar
  2. Sofia, que lindo! "Eu não quero viver num mundo onde é mais importante que um guarda-chuva abrigue os nossos corpos para que não haja água, do que sentir as pequenas gotas de vida sobre a nossa pele.". O nosso mundo hoje é exatamente assim, vivemos nos protegendo, fugindo daquilo que nos deveria ser natural. Não sei nem o que comentar depois dele, ficou incrível mesmo.
    Beijos =)

    www.letrasnagaveta.com

    ResponderEliminar
  3. Sofia já me sinto suspeite em comentar seus textos pois os adoro, leio a todos, publico-os em meu blog, então dizer apenas que é daqueles que refrigeram a alma num dia de calor! Lindo!

    ResponderEliminar
  4. Oi Sofia! Eu gostei bastante do seu texto e do jeito que você mostrou como a nossa vida é "vazia" quando não fazemos aquilo que gostamos e acreditamos e sim o que esperam que façamos.
    Gostei muito do seu jeito de escrever e vou tentar acompanhar sempre mais :)
    Beijos,
    O Faz de Conta da Liv

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu reparei no seu jeito de escrever e só agora vi que você mora aqui pertinho de mim *-*

      Eliminar
  5. Ei, tudo bem?
    Adorei o seu texto. Infelizmente o mundo está se perdendo e a natureza é a que mais sobre com isso. Sentimos as consequências mas não fazemos nada para mudar.

    Beijos, Gabi
    Reino da Loucura

    ResponderEliminar

Deixa aqui o teu pedaço!

Não te esqueças de deixar o link do teu blogue, caso tenhas, para te poder visitar!

E... Não te esqueças:
embarca pela minha loucura, sê-te tempestade de emoções!

Corações

Google+ Followers

Popular Posts