[Fase 4] Promessas

dezembro 15, 2015

São estes momentos que se aproximam,
E eu sempre sinto que eles vêm,
É a minha alma a saber sempre a verdade,
A minha mente a ofuscá-la,
O meu coração a apagá-la...

E os momentos chegam,
Ouço a alma que agora fala,
Sorrisos que se enchem de ternura,
Momentos repletos de tortura,
Minha alma baloiça suavemente,
Sentindo o pesar dos dias,
Sentindo a falta das alegrias.

São promessas, meu amor, são promessas
Aquelas que nunca se disseram,
Ficando suspensas pelos momentos que não são.
São promessas de esperanças, de fins.
Não que a morte seja algo, mas sim a vida.

Por isso se prometem melhores dias,
Aqueles que poucas vezes chegam
E que passam a correr.
E, quando mais um ano acontecer,
Permanecem aquelas promessas,
E sou feliz por as ter comigo.
Promessas que me afastam do mundo,
Promessas que me deixam em mim,
Apenas eu no meu mundo, nada mais.

You Might Also Like

0 comentários

Deixa aqui o teu pedaço!

Não te esqueças de deixar o link do teu blogue, caso tenhas, para te poder visitar!

E... Não te esqueças:
embarca pela minha loucura, sê-te tempestade de emoções!

Corações

Google+ Followers

Popular Posts