Insanidade

junho 11, 2015

Perder-te é ser respiração minha, nada mais.
Olhar para aquele infinito nosso e desprender-me dos meus poros…na esperança de ver-te sorrir.
Aquece-me a pele, sobre o vento frio que seca os meus olhos. Deixa-me suspirar pelos teus ouvidos - nos sonhos em que te encontro.
Hoje sonhei-te. Foste-me luz, mais uma vez. Hoje brindei-te pela escuridão do meu olhar.
Para onde vais? Pergunto-te, desejando que vento me traga a resposta. O silêncio se faz pesado nos meus ombros. Meus joelhos deixam-se cair pelo chão. Mais uma vez, imaginei-te hoje. Fiz-te vida sobre mim e perdi-te. Perdi-te na saudade abismal de outras horas. Encontrei-me perdida, algures pelo sopro das ondas que navegam pelas entrelinhas das letras.
Amar-te é isso, enlouquecer até que meus lábios não saibam mais fazer parte de mim. Ser-me louca.

You Might Also Like

2 comentários

  1. Que lindo Sofia.
    A maneira que escreve sinto como se fosse uma valsa leve.
    E estou na esperança de fazermos algo juntas rs.
    Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fico feliz por teres gostado, claro que podemos valsar as duas juntas ♥

      Espero que continues a gostar das minhas letras saltitantes...

      Um abraço!

      Eliminar

Deixa aqui o teu pedaço!

Não te esqueças de deixar o link do teu blogue, caso tenhas, para te poder visitar!

E... Não te esqueças:
embarca pela minha loucura, sê-te tempestade de emoções!

Corações

Google+ Followers

Popular Posts