.Aniversário

[Homenagem] Voz que se desfaz em traços

maio 26, 2015

Vida que se despe de traços,
Esta loucura que dança dentre dedos
Adocicados pelos breves olhares
Embevecidos de brilhantes melodias!

Uns lábios fechados, atentos...
Que se amam por cada pedaço de tinta.
Tudo o que quer se desfaz por um arco-íris
De Auroras Borealis encantado de inspirações.

Pé ante pé, desenhado pelo papel,
Uma doce menina se esconde.
Por cada ponto, pintado e rascunhado,
Uma mulher renasce.
Faz-se vida, morre-se diante de si,
Faz-nos vivos!

Deixa que a escuridão a embale,
Que a luz a guie...
Que a loucura a preencha!

Menina moça que deixa-se,
Voz que se desfaz em traços
Convertidos em brilho dos olhares,
Daqueles sonhos surpreendidos.

És tu, menina moça,
Que encantas o mundo.
Tu e teus dedos de feiticeira...

.Poesia

[Os Dias] Dia Sete

maio 19, 2015

Luz que nos ilumina os dias,
Magnifica a hora da luz, benditas
Todas aquelas cores da vida,
Natureza de luz, purificador
De almas, de momentos, de vidas.
Todas essas cores parte da alma,
Fossem as vidas sempre luz.

Despindo as cores da vida,
Sentindo a alma pura, vivas
As cores dos sentimentos em nós.
Pudessem ser essas cores eternas, pudesse
A verdadeira felicidade a luz da vida,
Sorrir-nos a toda a hora,
Estar sempre presente em nós.

.frases

[Quote] #Frases 57

maio 18, 2015

Todos aqueles que se fazem infinito se perdem da sociedade em que se encontram... São suaves seres iluminados, onde as trevas e luz preenchem seus mares.

.ArtOfPam

#TAG: That's True!

maio 13, 2015




That's True!
Você escreve 25 factos sobre si e 5 deles têm que ser falsos. E indica-se pelo menos menos 5 blogs para fazer a tag.
Quando o blogueiro/blogueira responder a tag tenta adivinhar quais os 5 factos falsos sobre quem o indicou.
E nos comentários fala se acertou.
Se acertou tudo, farei um post falando sobre o blog da pessoa. Se errar, terá que fazer um post sobre meu blog.

É super engraçado e bem simples!
Antes de qualquer outra coisa, vamos falar da minha cara Maria Eduarda, que me nomeou para realizar esta TAG! Vejam o blogue dela aqui!

Vamos tentar descobrir por onde andam as mentirinhas? Bem... Vou para aqui descrever os pontos que acho que são falsos:
2.Já fui modelo.
10.Já fui num show de um mágico famoso.
20.Meu primeiro beijo foi aos 14 anos
21.Uso óculos de grau.
24.Tenho irmãs gêmeas.

Como não tenho pontaria, parece-me que perdi o jogo...ahahah
Perdi?

E agora, 25 Factos sobre mim (ou não!):

  1. Já desejei morrer;
  2. As iniciais do meu nome dizem que sou um ET;
  3. Adoro filmes de comédia romântica;
  4. Divirto-me imenso com filmes de terror bons, é só gargalhadas!
  5. Este é o meu primeiro blogger;
  6. Amo o autor José Saramago ☺
  7. Detesto ler Isabel Allende!
  8. Quando tenho inspiração, não consigo dormir até escrever o que estou a pensar;
  9. Muitas vezes transformo meus sonhos em histórias;
  10. Já escrevi mais de 300 poemas!
  11. Adoro todas as estações do ano.
  12. A chuva inspira-me, mas o frio inspira-me ainda mais!
  13. Amo filmes do Tim Burton
  14. Já editei um livro
  15. O lugar onde mais escrevo é no meu quarto
  16. Adoro vestidos, raramente os uso
  17. Prefiro viver as coisas más, em vez de evitar de as sentir
  18. Sou imensamente teimosa
  19. Já fui maria-rapaz no passado
  20. Adoro futebol
  21. Adoro Voleibol
  22. Não gosto de Kizomba
  23. Não gosto de dançar
  24. Meu sonho é viajar por Africa
  25. Nunca visitei, mas sou apaixonada por Londres!
Agora, passarei às minhas vítimas!
Nearly closed
Faah Bastos
Seis Mil Milhas
Art of Pam
Génio Soft
Dicotomia


Comentem na vossa postagem quais as minhas mentirinhas! Informarei numa resposta se estão certos :)
Esperemos que acertem... Ou terão de escrever sobre o meu blogue! (AHAHAHAH)

.BlogsUp

#TOP 7 - Realidades Inventadas

maio 13, 2015

A cada quinzena são escolhidos três temas para desenvolver um top 7, que sempre são bastante originais!
E o porquê deste tema ter-me despertado o interesse?
Não sei exactamente o que desejavam quando colocaram este top 7, mas eu cá vou escrever qualquer coisa que me apeteça sobre o tema - não só apenas as realidades minhas, mas aquelas que inspiram meu mundo.
Talvez junte livros, jogos, projectos, histórias e outras loucuras quaisquer. Afinal de contas, quase que crio realidades a cada golfada de ar que respiro!

• The Unforgiven Souls

Um mundo especial, uma história de literatura fantástica onde todas as criaturas se fazem reais pelo nosso mundo. Um grupo de almas imperdoáveis que se aturam entre si, ao longo de todos os mistérios, mortes e loucuras que atravessam pelas suas vidas.
Um mundo onde tudo é possível, vários 'escritores amadores' se juntam e fazem parte de uma maravilhosa aventura. Países, vampiros, feiticeiros, bruxas, anjos, demónios e tantos outros seres... Cada personagem com seus fantasmas, medos e assassinatos.
Porque, afinal, não podia deixar de falar do meu primeiro mundo real... Aquele que nasceu de vários dedos e se faz vivo em cada membro.

De momento este projecto encontra-se fechado, mas podem verificar os primeiros episódios num ebook, aqui!
Também podem ver o vídeo da primeira temporada abaixo:

E ainda ouvir o primeiro episódio!


• Harry Potter

E, claro que não podia deixar de faltar o nosso Harry Potter! Afinal de contas, ele fez parte do meu crescimento, as suas aventuras começaram junto com as minhas. Bem que podia ter recebido uma carta como ele, estava na idade para isso! :)
E não, eu não queria ser Hermione nem nenhum dos três. O final foi algo estranho, diferente... E eu amava o Snape, allways! :'(
Ele foi a minha personagem favorita, sempre achei que tivesse bem mais do que ele pintava por aquele olhar misterioso, e não me enganei!

Claro que faço parte do pottermore (vejam o que é aqui), um jogo fantástico que não tenho tido muito tempo para visitar ultimamente.

• O Principezinho

Um outro mundo que nos ensina das melhores coisas que o nosso pode ser! Basta apenas acreditar, criar laços e perceber as responsabilidades que é ter aquele laço junto a nós.
Todas aquelas fantásticas ideias que nos aquecem a alma podem ser encontradas pela sua história.
E até já existe desenho animado para ele!


• Fringe

Não é um mundo, mas vários. Uma série fantástica que sempre ficará na minha memória e adorarei rever! Sabem aquelas teorias fantásticas que a nossa ciência pondera ser real? Pois bem, nesses mundos tudo e bem mais pode ser possível! Basta apenas ousar ser-se como os deuses do Olimpo e jogar as cartas certas.
Porém, tal como tantas outras situações... As consequências sempre chegam.
Para verem o trailer, é só clicar abaixo. Aconselho vivamente!


• Poesia

Eu escrevo poesia desde os meus 10 anos, e cada mundo se despede de mim por cada novo poema. Minha poesia se faz de luz e trevas, onde as trevas se iluminam ao longo destes anos. De momento encontro-me na 'fase 6', com vários poemas que vou postando por aqui. Cada fase tem uma tag, que se encontra na 'nuvem' de tag's aqui do site! :)
Aventurem-se...

Querem um poema? É simples, basta pedirem... Afinal de contas, a poesia se faz vida em quem a lê! (Todos os poemas pedidos encontram-se em Palavras Dadas)

• Música, Melodias & Sons

Eu gosto de ler, recitar e tudo o que possam imaginar... Canto e crio melodias (ouve aqui uma!) quando me apetece. Por vezes posto e irei postar por aqui.
Apesar de ainda não ter muito por aqui (ver Sons)

E, claro, sempre tem a música que me alimenta a cada inspiração brilhante! :)


• Leitores-Beta

Já começo a ter certos leitores especiais no meu coração, daqueles que merecem o mundo! ♥
E é por isso que eu estou a desenvolver uma espécie de brincadeira... Missões estão para vir, pistas que darão bónus a quem conseguir descobri-las primeiro! Sorteios, pequenos excertos dos novos projectos que andam a fervilhar às escondidas...
Para saber mais sobre o assunto é só clicar em leitores beta no menu acima.
(spoiler) Agosto virá cheio de sol e novidades para quem for meu leitor-beta!


E pronto, é mais ou menos o resumo de tudo o que este mundo - dentro de tantos mundos meus - se faz realidade!
Espero que tenham gostado, e que vos tenha aguçado a leitura! ☺

.Poesia

[Os Dias] Dia Seis

maio 12, 2015

Memórias que permanecerão na mente,
Eternas alegrias, puros
Aqueles que a alma marcam
De felicidade infinitas, prendendo
Emoções daqueles dias dispersos.
Pois são as pequenas coisas,
As melhores, mais belas.

Apoios que nos iluminam
Sorrisos verdadeiros, contentes
Aqueles que sorriem…
Caminhadas traçadas de vidas, eternos
Memórias que permanecem vivas!
Palavras envolvidas de luz,
Palavras dedicadas à vida.

Almas que se desaguam
Em belas sinfonias, cantantes
Momentos que nos iluminam
Todo o nosso ser, alegrias
Essas que serão nossas,
Por todos aqueles nossos dias,
Por toda a nossa existência.

.frases

[Quote] #Frases 56

maio 11, 2015

Gotas de chuva perdem-se ao longo dos raios de sol.
Aquele quente, constante sol que derrama sorrisos ao longo da bonança de cada tempestade...
Tempestade essa que desagua pelos nossos dedos.
Hoje faz-se de reticências, daqueles sentires preenchidos de nós.

.Prosa

E eu era… Um ser que fugia

maio 07, 2015

Ela era uma moça desconhecida qualquer, talvez nem devesse saber mais o seu nome depois de tantas fugas. Escapou-se do passado, dos outros e de si mesma, tornando-se o vazio que é hoje. Ele? Ele talvez não fosse nada mais do que uma pequena imaginação criada pela sua mente enquanto corria desnorteada dentre o vazio.

- O que fazes desamparada por aí, correndo que nem uma louca?

- Talvez esteja a fugir de tudo, na tentativa de encontrar a minha sanidade.

- Essa tua correria toda faz-me gargalhar. Como pensas encontrar a sanidade, se nem sabes ao certo onde parar?

- Gargalha à vontade, nem sei ao certo o que és por aqui.

- Sou apenas uma sombra qualquer que te fala, talvez tenha sido trazido pelo vento, quem sabe… Mas vá, não mudes de tema. Responde-me.

- Como posso responder-te se o que procuro é exactamente a resposta que desejas?

- Corres então sem saber ao certo o que queres? Sem teres a certeza para onde vais?

- Eu sei para onde vou. A morte um dia me apanhará no seu caminho e me dará boleia para a única certeza que temos enquanto respiramos.

- Eu por vezes me pergunto, como consegues correr tanto, se sabes que ela nos virá buscar.

- Apenas corro porque estou a fugir de mim, a fugir daquela loucura que me persegue.

- E quem te disse que ela te persegue? Não estarás tu a correr mesmo para ela?

- Acredito que não… Senão como estarias aqui hoje, se não fosse a loucura que me escapasse dentre os dedos?

- Talvez eu seja a loucura que te embala até com o som do vento.

- Talvez…

Era um silêncio inquietante que se fazia, aquele mesmo que parecia desnortear qualquer resposta que fosse digna à pergunta… Estaríamos todos loucos? Era a loucura que nos perseguia ou simplesmente nós que corríamos junto a ela, para que ela nos embalasse?

- Sabes se és real? - Perguntou ela, sentada do seu lado, com as suas mãos a amassar a saia do vestido.

- Sabes se és uma noiva?

- Uma noiva? - Perguntou ela, impressionada.

- Sim, já reparaste que corres contra o vento nesse teu vestido branco… Deixas que a loucura seja parte de ti, ou desapareça por completo. Mas, mesmo assim continuas a correr sem saber ao certo para onde. Será que te queres casar junto ao infinito?

- Mas que raio de pergunta é essa?

- É uma pergunta tão certa quanto a tua. Parece loucura, mas a realidade é que está a acontecer no momento. Quem sabe se não sou eu que te pedirei a mão.

- Mas eu nem te conheço.

- Por quanto tempo foges de ti mesma? Há quanto tempo que falas com a ventania?

- Já perdi a conta dos dias e das horas…

- Então, quem sabe se o vento não me chamou para perto de ti… Para que te trouxesse junto à minha caminhada.

- És a morte? - Perguntou ela, assustada.

- Serás a minha noiva? - Replicou ele, levantando-se e ajeitando o seu casaco. Esticou a sua mão para ela. - A escolha é toda tua.

.BlogsUp

#Blogagem Coletiva: Silêncio

maio 06, 2015

A cada mês são-nos propostos temas para realizar a blogagem coletiva, que tem sempre temas tão originais!

E o porquê deste tema ter-me despertado o interesse?
Num mundo onde o ruído se torna mais importante que qualquer silêncio, é importante encontrar-se e perder-se pelo silêncio que ocupa-nos por dentro. Já pararam para pensar que esses momentos - apenas nossos - de silêncio tornam-se parte determinante para descobrirmos quem realmente somos?
Com tanto barulho à nossa volta, tanta sociedade, tanta loucura... Como parar para pensar e ser-se apenas um ser humano à descoberta do mundo? Aquele mundo que se abraça e embala na Natureza que todos temos? É por isso que o silêncio se torna importantíssimo, uma introspecção!

Por isso, e por todo o resto... Deixo aqui uma conversa que criei há uns anos que realça esse 'Silêncio' que somos, a cada novo dia, escondido nas entrelinhas

Mataste-o?



SOFYS: Diz-me, tu realmente o mataste?
MENININHA: Depende. Talvez eu diga o que queiras ouvir ou simplesmente ouças o que te faz sentir melhor.

SOFYS: O que lhe fizeste?
MENININHA: Há quem diga que o matei, sim... Que eu o matei de mil e uma formas. Talvez eu até o tenha feito, vezes e vezes sem conta nos meus olhos fechados.

SOFYS: Mas e aqui, no mundo real... Alguma vez o mataste?
MENININHA: Não sei o que dizes desse teu mundo real. Tudo me parece o mesmo.

SOFYS: Como assim, tudo igual? Não sabes a diferença entre a tua imaginação e o mundo que te rodeia?
MENININHA: Bem, essa pergunta não deveria de ser para mim, mas para todos aqueles que me acusaram do que eu fiz.

SOFYS: Então, realmente o mataste?
MENININHA: Dizem que sim, por isso o devo ter matado.

SOFYS: Mas... Não te lembras de o ter feito?
MENININHA: Lembro-me que me disseram que o fiz e é só. O resto não importa, realmente nada importa quando dizem que o fiz.

SOFYS: Mas quem? Quem é que te acusou?
MENININHA: Aqueles que me viram matá-lo na realidade deles. Aqueles que pensam serem donos da verdade.

SOFYS: E tu, o que é a verdade para ti?
MENININHA: Uma invenção que os outros inventaram só para me manterem aqui.

SOFYS: Então, tu queres sair daqui...é isso?
MENININHA: Eu não quero sair de onde não estou. Eles apenas dizem que eu estou aqui, mas isso é só o que eles dizem.

SOFYS: E tu não estás?
MENININHA: Eu estou onde me encontro, não onde eles pensam que estou.

SOFYS: Não te parece um pouco louco?
MENININHA: Talvez. Talvez até o seja, uma completa loucura. Quem sabe se não o matei e endoideci. Ou eles o mataram por minhas mãos e me fizeram louca.

SOFYS: E a verdade?
MENININHA: O que ela importa se eu estou por aqui? Nada disso importa.

SOFYS: Então o que realmente importa?
MENININHA: O silêncio de uma resposta que não precisa de perguntas. O silêncio daquilo que eu sou cá dentro, sem invenções dos outros.

Espero que tenham gostado, é algo diferente... Daquelas coisas que começo com uma letra e ela nasce e resnasce em si mesma, sem que eu saiba por onde elas nascem!
E vocês, como acham que é esta menina? O que será que ela nos esconde?

.Poesia

[Os Dias] Dia Cinco

maio 05, 2015

Pensamentos que invadem
Uma alma latejante, melancólica
Sintonia de cores e aromas
Que sobrevoam mentes, cantando
Eternas melodias que o tempo,
Esse, nunca esquece…
Permanecem na imensidão do fim.

Calores de alma sobrevoam
Antes que o sol iluminou, modificando
Todas aquelas novas coisas da vida,
Iluminar é a chave, alegrias
Esta que se atravessa
Nos calores de quem é vivo,
Mas quando de novo para o mundo.

Letras rebeldes de movimentos frenéticos,
Apagadas pela imensidão, sofrendo
Todas aquelas vidas que rodeava.
As vidas que lêem, vivendo
Um mundo que não é meu,
Um mundo que não é nosso…
Um novo mundo de palavras ditas.

.frases

[Quote] #Frases 55

maio 04, 2015

Existem noites, existem luzes, existem silêncios, sorrisos e aplausos.
Existem companhias e solidões. Existe vida, existe algo mais... E nós vemos o horizonte, aquele que se faz luz e roda sobre os nossos olhos.
Que sejamos horizonte...

Corações

Google+ Followers

Popular Posts