[Homenagem] Herberto Hélder

março 24, 2015

Perder-te é deixar que teus versos nos aniquilem a cada dia, do mesmo modo que nos encontra-mos em ti.

Não sei como dizer-te,
Algures na melancolia dos versos,
Diante daqueles silêncios,
Senti infinitamente vazio.

Tentei encontrar-te,
Deixar que o vento me levasse...
Respirei, ondulei sobre as ondas
Da ignorância plena.
Quero ler-te!

Ontem tua procura acabou,
Encontraste-me, encontraste-nos.
Fizeste-te tudo o que o silêncio
Despenhou diante de nossos dedos.

Perdi-te, encontrei-te.
Em cada parte que te encontro,
Que te conheço, desconhecendo...
O pleno obscuro, e que pleno!

Encontra-me,
Que hoje me deixei perder!

Serás e és eterno, em parte, dentro deste vazio que sou.
Obrigada, Herberto Hélder.

You Might Also Like

0 comentários

Deixa aqui o teu pedaço!

Não te esqueças de deixar o link do teu blogue, caso tenhas, para te poder visitar!

E... Não te esqueças:
embarca pela minha loucura, sê-te tempestade de emoções!

Corações

Google+ Followers

Popular Posts