[Os Dias] Dia UM

fevereiro 03, 2015

Tormentosas dores até à alma,
Açoitando a toda a hora, sofrendo
Todas aquelas dores vindas de nenhures.
Quebrando cada parte de nós, aconchegando
Tudo apenas num só espaço.
Infernizando cada traço de vida,
Até que o dia acabe.

Bendita a hora da mudança
Que de rompante invade, alargando
Todos aqueles novos sabores à vida.
Mãe bendita, não há nenhuma, amando
Tanto e sendo tudo para mim.
Tudo aquilo que não mereço,
Mas muito prezo a ter.

Sua vida é o sol, sendo eu um raio
Que reflecte toda aquela luz, dela
Apenas sei de uma coisa certa:
A amo como tudo, feitiozinho
Que todos herdamos com fulgor.
E tudo por ela, ganha cor.
Bendita mãe que tenho!

You Might Also Like

0 comentários

Deixa aqui o teu pedaço!

Não te esqueças de deixar o link do teu blogue, caso tenhas, para te poder visitar!

E... Não te esqueças:
embarca pela minha loucura, sê-te tempestade de emoções!

Corações

Google+ Followers

Popular Posts