Concurso de Contos - O Desassossego da Liberdade Parte I

dezembro 19, 2014

Há uns meses participei num concurso fantástico através no Blog BranMorringhan e a editora LivrosdeOntem, pelo seu 6º Aniversário. Como não faço parte dos vencedores, decidi publicar por aqui o conto - em partes para que não fique grande. Cliquem nos links, verão que vale a pena!
♣-♣-♣
Sou livre. Foi esse o primeiro pensamento que Clara teve ao observar o horizonte, aquele que permanecia mesmo à frente dos seus olhos.
Se eu erguer a mão, se eu a ver… Há a possibilidade que ela exista sem que eu a tenha? A sua mente fabricava todo um conjunto de loucuras, essas que estremeciam os seus poros. Será a liberdade parte deste horizonte?!
- Serei livre? – O seu grito ecoou pela colina.
Ela inspirou profundamente e fez-se vazio: ninguém respondeu.
Seus pensamentos pareciam preenchê-la a cada momento, numa tentativa de deixar as divagações para uma outra hora. Porém, o relógio não parecia permiti-la deixar-se para trás.
A sua mão aproximou-se de uma pequena folha que estava pelo chão. Era Outono: milhares de folhas voavam dentre o vento e descansavam pela terra escura. De onde elas viriam? E, se nada mais do que aquela pequena flora permaneceria a vestir as pedras desnudadas deste paraíso, que Clara encontrara?
Um par de olhos pesou-lhe sob as costas. O seu corpo voltou-se para descobrir quem era:
Olhos claros, cabelos curtos, rosto comprido e lábios finos. Um homem silencioso que a observava. O silêncio perfurava-a, tal como a curiosidade que emanava de cada poro entre eles.
- Quem és? – Perguntou-lhe de rompante, sem que se aproximasse. Porém, a vontade era outra…
- Depende. – Foi tudo o que ele disse. Ou ela apenas imaginara a sua voz, de um suspiro ecoado pelo vento leve?
- Depende do quê? – O seu pé deu um passo, tentava aproximar-se dele. Ele afastou-se numa passada. – Do que foges? – Mais uma vez, o vazio. Seu âmago gritava. – Diz-me!
- Depende o que procuras. – Respondeu-lhe, aproximando-se lentamente. Os seus pés pareciam um ritmo lento, de tamanha vontade que Clara tinha em saber o que se passava. – O que procuras?
- Depende. – Ela sorriu, sem nada mais dizer.
Apenas um palmo os separava, a sua mão aproximou-se da dela e abriu-a.
Retirou a pequena folha que os dedos dela amassaram, sem que desse conta. As suas mãos abriram-na, como se estivesse a desembrulhar um presente – precioso demais, para que a pressa fizesse parte do tempo. Clara continuava calada, observando atenta as suas mãos. O que ele queria fazer com a folha?
- É apenas uma folha. – Ela quebrou o silêncio.
Ele sorriu-lhe e deixou que a pequena folha, agora aberta, caísse sobre os pés. Ambos sentiram a sua queda, viram o vento desviar a sua rota e viveram o ar que os rodeava.
Porém, a gravidade com as suas leis, fizeram-na deleitar o aconchego do chão. Era o fim de uma folha, de uma conversa e de um momento. Clara sorriu com os olhos e seguiu o seu caminho.
- Não é apenas uma folha! – Gritou o homem, distante, sobre as suas costas. Ela parou e voltou-se para trás. Estava no mesmo lugar, junto à folha. – Não queres encontrar o que procuras?
- E tu, – A voz dela parecia um pouco abafada, tamanha a distância que estava entre eles. – Quem és?
Com um sorriso nos lábios, as mãos nos bolsos das calças e uns passos decididos, ele se aproximara.
- Sou um espírito desta floresta. – Sussurrou, piscando-lhe o olho.
- Então visitarei este lugar mais vezes. – Sorriu-lhe em resposta, deixando-o para trás e seguiu a trilha que a levara àquela clareira.
Abriu a porta e entrou com os pés sujos de terra, ligou a ignição e deu marcha ao seu carro. Antes sentira a necessidade de fugir do seu mundo citadino e deixar-se livre por um deserto qualquer, para puder gritar e encontrar-se.
Nada faria prever que conseguisse encontrar de novo o seu sorriso.
Continua...

You Might Also Like

0 comentários

Deixa aqui o teu pedaço!

Não te esqueças de deixar o link do teu blogue, caso tenhas, para te poder visitar!

E... Não te esqueças:
embarca pela minha loucura, sê-te tempestade de emoções!

Corações

Google+ Followers

Popular Posts