[Fase 4] Uma Palavra

outubro 21, 2014

Uma palavra insana que se diz por aí,
De onde nada se sente e nada se diz,
Perdida algures pelo nada dos dias de hoje,
Deixada livre algures pela neblina que já se foi.

Pudessem as cartas que não coram chorar,
Viver cada segundo das palavras que não se sentem,
Experimentar cada pedaço do seu mundo que não existe,
Deixar a realidade e embarcar na morte,
Permitir que nada seja como antes,
Que tudo seja simplesmente o que não é.

Basta uma palavra e tudo esvoaça,
Tudo se mancha do sorriso que nasce em mim,
Apenas uma palavra daquelas que nunca chegam,
Uma esperança que nunca existiu
E que afundou-se por completo nos dias de hoje.
Uma palavra, é isso, que hoje chamo
Ao que eu sei, ninguém sabe, nós o sabemos...

You Might Also Like

0 comentários

Deixa aqui o teu pedaço!

Não te esqueças de deixar o link do teu blogue, caso tenhas, para te poder visitar!

E... Não te esqueças:
embarca pela minha loucura, sê-te tempestade de emoções!

Corações

Google+ Followers

Popular Posts