[Palavra Dada] Qualquer

setembro 11, 2014






 Ler em Português      Read in English

Fosse cada dedilhar meu
Maresia da loucura dos tempos.

Fosse cada respirar teu
Tempestade daqueles momentos,
Onde qualquer reticência se faz amena.

Qualquer compasso destemido
Se desfaz pelas gotas do vento,
Qualquer melodia ecoa,
Qualquer sentimento envolve.
Quantos segundos se passam
Até que qualquer coisa se torne nenhuma?

Fecha os teus olhos,
Inspira-te e qualquer parte de ti verá.
Barca que flutua pelo vazio do relógio,
Maré em que qualquer navegador flutua.

Qualquer que seja a hora,
Qualquer o sentimento.
Qualquer o momento.
Por mais que sonhes, penses, existas.
Não serás mais do que um humano qualquer.

Sina ou Fado,
Fadado ou não.
Que qualquer serás hoje?

Sente o molhar dos teus lábios,
Preenche-te de ti.

Palavra dada pelo Samu. Obrigada pelo desafio.
A qualquer hora, em qualquer lugar, haverão mais palavras espalhadas pelo vento!



You Might Also Like

0 comentários

Deixa aqui o teu pedaço!

Não te esqueças de deixar o link do teu blogue, caso tenhas, para te poder visitar!

E... Não te esqueças:
embarca pela minha loucura, sê-te tempestade de emoções!

Corações

Google+ Followers

Popular Posts